Poesia na casa

Quarta, 19 de março 2014 a partir das 21h30


“Tu que te dizes homem! Tu, que te alfaiatas em modas e fazes cartazes dos fatos que vestes pra que se não vejam as nódoas de baixo!” Começando com “A Cena do Ódio” de Almada Negreiros, ou com outro poema qualquer, vamos ler poesia satírica, de escárnio e maldizer, que vontade não falta de partir tudo, neste caso só com palavras. Tragam poemas para ler, ouvir e partilhar que outros vos esperam.

Se não puderes aparecer, ouve na Rádio CasaViva

1 comentário:

  1. Um contributo, quem o lè?

    Os homens do povo são as raízes de um
    país.
    Se as raízes são profundas, o povo
    conhecerá a paz.

    (Che King)
    Século V a. c.

    Abraço: Davide

    ResponderEliminar